Modos de Usar 2018 – 2021

“Modos de usar” é um projeto que questiona a relação dos artistas com os seus métodos e ferramentas de pesquisa, propondo espaços de conversação, da ativação de novos modos de endereçar o público e de criar ligações com o contexto local de produção. O projeto desenvolve-se em várias camadas, à procura da reconfiguração de fronteiras disciplinares através de atividades que incluem também oficinas, workshops, encontros e apresentações informais. Este projeto constitui-se como um processo intermitente, não linear, integrando grupos, associações e estruturas locais que desenvolvem projetos no campo das artes performativas e estendendo-se a participantes profissionais e não profissionais. Como reavaliar o papel das da práticas culturais e da criação artística, repensando formas de coabitação no tempo presente? Como criar oportunidades para repensar formas de encontro e de atuação no contexto atual da cidade? Como produzir ferramentas para trabalhar e colaborar no presente? O projeto perspectiva a criação de uma série de intervenções, desenvolvidas em quatro etapas, entre 2018 e 2021. Em cada fase do projecto são realizadas apresentações públicas, estando previsto para o evento final o lançamento de uma publicação documental. O projeto teve até agora como convidados a bailarina Isabel Costa, o músico Miguel Pipa, a curadora Eduarda Neves e o artista visual Carlos Arteiro, desenvolvendo atividades em parceria com a escola de dança da associação Juventude Unida de Mosteiró, com a escola de dança do Centro Municipal de Juventude de Vila do conde, e tendo contado também com a participação de alunos de cinema da ESMAD.

Direção artística: Joclécio Azevedo

Convidados: Isabel Costa, Miguel Pipa, Eduarda Neves, Carlos Arteiro

Participantes: Escola de dança da Juventude Unida de Mosteiró, Escola de dança do Centro Municipal de Juventudo de Vila do Conde.

Produção: Circular Associação Cultural.