Va et Vient + Creatura + Flagrant Delhi + Superflux – 2003 – 2011

Quatro peças e quatro diferentes colaborações com a companhia Jean-Marc Heim em Lausanne, entre 2003 e 2011 (Interpretação em Va et Vient (2003, prémio da crítica suíça de dança), interpretação e dramaturgia em Creatura (2005), dramaturgia em Flagrant Delhi (2008) e Superflux (2011). Projetos estreados no Teatro Arsenic, em Lausanne. https://www.youtube.com/watch?v=unfyqz9efjc&t=92s

Unfolding, de Sofia Dias e Vitor Roriz – 2009

(Colaboração/acompanhamento da fase inicial de criação no contexto do projecto Looping) Unfolding é a acção de desvendar, de revelar algo gradualmente. A essa acção está associada uma expectativa perante o objecto/corpo a revelar. O momento em que quase reconhecemos o objecto, mas ignoramos a memória, na tentativa de retardar a revelação e prolongar a expectativa. … Continue reading Unfolding, de Sofia Dias e Vitor Roriz – 2009

Cadáver Esquisito – 2015

Em 2015 o Teatro Municipal do Porto lançou o desafio a 10 bailarinos da cidade para um festejo performativo contínuo de 10 horas, sob uma vertente de site specific e em contato direto e espontâneo com os transeuntes. Com; Joana Castro, Flávio Rodrigues, Bruno Senune, Camila Neves, Joana von Mayer Trindade, Joclécio Azevedo, Mara Andrade, … Continue reading Cadáver Esquisito – 2015